Sobre o street fashion


[Este post dá sequência a assunto iniciado no anterior, Moda como fuga da realidade]

Os sites de street fashion mais antenados -- Tommy Ton, Garance Doré -- fecharam seus blogs, o que está sendo visto como um sinal de que a era dos looks de street style está se acabando (opinião deste artigo).

Como costuma ocorrer com tudo na moda, esse desinteresse provavelmente só irá nos afetar muito mais para a frente, talvez com uns dois anos de atraso. Porém, vale a pena pararmos para pensar um pouco sobre o caso.

Garance Doré disse à Elle UK que o que se chama de street style atualmente não é absolutamente o estilo das ruas: é estilo de Fashion Week.

Realmente. Por acaso você já encontrou alguém andando nas ruas vestido como abaixo?  
Essas montagens loucas visam somente atrair atenção de fotógrafos, esperando saírem em algum blog ou publicação [as fotos acima são da NYFW 2015].

Talvez no início dessa moda de fotos em rua o foco fosse realmente registrar as pessoas que iam aos desfiles das Semanas de Moda e que tinham um estilo especial, único. Mas com o tempo isso se distorceu e, do registro de pessoas com estilo, passou-se a fotografar pessoas com outfits "exóticos" (para se dizer o mínimo).
Acabou o estilo próprio. Ficou somente o caricato, o exagero, a busca premeditada pelos 15 minutos de fama.

Isso posto, por que damos atenção a essas imagens? Está na hora de pararmos de olhar essas fotos como representação de estilo de pessoas antenadas e frequentadoras de Fashion Weeks e simplesmente ignorá-las pelo que são hoje: meras montagens que visam destacar seus autores num universo de vaidades.

Exotismo, bolsas da última coleção das maiores grifes, saltos altíssimos ou sapatos conceituais. Nada disso acrescenta algo à nossa noção de moda, ao nosso "street style".
Só nos resta concordar com os autores dos blogs encerrados: já cansou mesmo.

E com estas fotos da NYFW2015 'I rest my case'.

Comentários