O desconforto da moda

Um fotógrafo americano, intrigado com as marcas deixadas pelas roupas no corpo de suas namoradas, resolveu fazer o ensaio "Impression", mostrando a prova visual do desconforto a que mulheres se submetem resignadamente.
O resultado é uma série de fotos impressionantes que mostram o quanto desrespeitamos nosso corpo em prol da beleza e da moda.
 Sandálias e sapatos são clássicos do desconforto feminino. Para repensar se algo assim vale a pena...
 Calça tipo legging extremamente apertada: como nosso corpo respira nessa situação?
Marcas de sutiã: acho que destas poucas de nós se livram...

Justin Bartels diz querer causar reflexão com seu ensaio, de forma que mais mulheres falem sobre o incômodo da moda, por fim atingindo empresas que possam pensar em tecidos mais macios.

Interessante o fato de ter sido a visão de um homem a levantar a questão do desconforto a que as mulheres se submetem sem maiores ponderações.
Por outro lado, não consigo deixar de pensar que para quem gosta de moda, ou tem uma atração irresistível por design, o bem-estar é a última coisa que se considera ao calçar um sapato statement.
Ou seja: apesar de serem potencialmente dolorosas e efetivamente desconfortáveis, as escolhas que fazemos são de nossa inteira responsabilidade. Quando as mulheres decidirem que vale mais o conforto do que um look montado para fazer inveja às outras mortais, aí poderemos pensar em exigir das indústrias tecidos mais macios e costuras menos agressivas.
Por ora, temos que nos render à verdade de que somos nós mesmas que estamos nos autotorturando. Até que ponto é válido esse sacrifício? Para pensarmos e, eventualmente, para agirmos no sentido de mudar isso.

Comentários