Questionando hábitos de beleza


Vou lhes contar uma coisa: eu praticamente não uso maquilagem. Um delineador preto ou cinza, e só. Sempre fui assim, mesmo sabendo que uma base corretiva e um alongador de cílios me favoreceriam -- e muito.
Essa ideia de me mostrar o mais natural possível foi reação a uma ocasião, ainda criança, em que vi minha mãe tirar a maquilagem e se tornar uma pessoa completamente diferente. Em repúdio àquilo, que me pareceu uma farsa, eu me comprometi a ser sempre muito verdadeira com minha imagem.

O clipe da música "Try" da cantora norte-americana Colbie Caillat questiona exatamente isso: o quanto usamos recursos externos e compramos para parecer bem, para sermos aceitas.
"Colbie disse para a revista Cosmopolitan que a ideia da música surgiu da maneira como ela mesma se sentia. “Eu fui para o estúdio de gravação com Kenneth Edmonds e contei para ele que estava sob muito pressão para ser alguém que eu não era, tanto musicalmente quanto fisicamente. Ele disse ‘escreva exatamente o que estão pedindo para você mudar em si mesma.” [link]
E ficou muito legal: ela e várias outras mulheres de idades e etnias diversas começam cantando produzidas, com maquilagem e cabelos arrumados, para ao longo do clipe irem soltando o cabelo e tirando a maquilagem, até se mostrarem sem nenhuma produção.
Se por um lado elas estão teatralmente lindas no início do vídeo, no final elas estão tão verdadeiras e naturais, tão REAIS, é uma delícia de se ver. E a letra da música é ótima - clique aqui para ouvir vendo o clipe no YouTube.
"Tire sua maquilagem, deixe o cabelo solto, respire, olhe-se no espelho, 
você não gosta de você? [não aprecia o que vê?]

Conhecer essa música veio em boa hora: andava me convencendo que nesta altura do campeonato (+50) tinha passado a ser MANDATÓRIO eu usar maquilagem diariamente. Há 10 dias comprei máscara de cílios e a maquiadora da Sephora deixou bem claro que ela achava uma temeridade eu sair na rua da forma como estava (somente delineador).
[Já entrou nessas lojas de produtos de beleza sem se montar? Todas lhe olham como se você fosse um ET, é horrível].
No final, continuo achando bonito pessoas mais naturais e, provavelmente, nos dias que não estiver inspirada vou continuar a sair somente com o tracinho do delineador, sem a máscara, corretivo e batom que comprei aquele dia. :D

Eu me olho no espelho e não aprecio 100% o que vejo -- mas, essa sou eu, sem disfarces e sem enganar ninguém. Ou seja, como eu gosto de ser. Vou cantar essa música todo dia. :)))

Comentários