Para maior felicidade devemos gastar em...


É legal comprar roupas, livros, decoração para a casa. Tudo isso nos dá um gostinho de alegria, de desejo satisfeito. O problema é que essa satisfação não dura muito, você sabe.
Então... Se fosse listar os itens materiais que foram as melhores compras ever, iria com aparelhos que duram e são muito usados, como meu iMac, celular, o depilador elétrico, o Clarisonic. 
Acho que, como toda mulher, exagero na compra de roupas. E uso um número bem limitado de vezes cada peça, à exceção dos jeans (que não me trazem sensação alguma de prazer ou satisfação).
Já meu micro é diferente: utilizado por horas e horas todos os dias, é nele que escrevo, leio e assisto séries. Ou seja: é um companheirão. Não tem como não colocá-lo no topo das minhas melhores compras.

Mas se formos pensar entre objetos versus experiências, no que seria melhor gastar? Já pensou nisso?
Este artigo fala exatamente disso e de cara já entrega que o melhor para nossa felicidade é gastarmos com experiências.
'“Compramos coisas para ficarmos felizes, e isso funciona. Mas só por um tempo. As coisas novas são excitantes no início, mas então nos adaptamos a elas.”
Em vez de comprar o último iPhone ou um BMW novo, Gilovich sugere que obteremos mais felicidade gastando dinheiro em experiências tais como visitar exposições de arte, fazer atividades na natureza, aprender coisas novas ou viajar.
'
Num super resumo:
Uma viagem lhe dará lembranças que provavelmente trarão de volta a sensação maravilhosa de quando você estava realmente lá, conhecendo algo novo e lindo. Além de que normalmente essas experiências são feitas em companhia de outras pessoas, o que as tornam muito mais ricas que a utilização solitária de um bem de consumo qualquer.

Concordo plenamente! Minhas maiores e melhores lembranças são de viagens. Mas não descarto meus objetos preferidos como ultra-mega-necessários. Afinal, férias são só 20 a 30 dias por ano, quando muito.

Então, na medida de nossa possibilidade -- e subentendendo-se que os itens referente conforto e bem estar já estão supridos --, o ideal seria investir em:
  1. Experiências
  2. Aparelhos eletrônicos indispensáveis ao dia a dia
  3. O restante: livros, roupas, sapatos, bolsas, decoração, TV, etc.

Comentários