Detestei esta foto!

É bastante interessante a relação que temos com nossa imagem registrada em fotos. Você mesma não tem algumas fotos que escondeu ou rasgou por ter julgado que não saiu bem?

Li aqui que isso é uma coisa comum desde a década de 40! Olha só estas reproduções que fazem parte de um livro que reuniu fotos dos anos 1940, 1950 e 1960 com anotações de próprio punho das pessoas fotografadas.
Aqui estão eu e o Errett, horríveis. Quem dera ser tão fotogênica quanto o cachorro.
 Eu, quando era gorda. P.S Esconda isso por favor!
 Essa você pode jogar pela janela ou direto na lareira.
 Minha sombra não está tão ruim de olhar, haha

Por que será que somos tão críticos conosco mesmos?
Acho que quando nos arrumamos em frente ao espelho estamos sempre nos esforçando em realçar nosso melhor ângulo, em fazer a melhor pose. Quando somos flagrados pela foto estamos num "modo normal", diferente da pose estudada, e isso não nos agrada.

Por muito tempo tive uma foto, tirada na praia com meus filhos pequenos, escondida dentro de uma gaveta apenas para me lembrar o quanto eu estava horrível e que nunca mais deveria colocar maiô.
Outro dia encontrei-a e percebi o quanto de tempo e preocupação e oportunidades não perdi por conta de uma bobagem imensa! Perto de como estou hoje, aos 50', eu estava ÓTIMA!

E enfim entendi: estamos sempre melhores hoje do que amanhã. Por isso, vam'bora aproveitar o que temos e o que somos hoje, sem essa mão pesada do julgamento. A vida é muito breve e não adianta nada ficarmos achando que estamos feias nas fotos. Vamos viver e pronto! É meio que um salto de fé, mas me parece a melhor opção que temos.  :)

Comentários