Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Março, 2016

Otimismo nos mantém sãos

Sempre fui uma pessoa otimista por absoluta convicção de que esse é o melhor, senão o único caminho para nos mantermos firme, fortes e saudáveis.Ser otimista não significa negar a descrição da realidade, desconsiderar os riscos ou subjugar os perigos, claro que não; isso me parece mais ingenuidade de uma determinada categoria que a esta altura da vida não me permito ter.

Otimismo talvez seja uma predisposição interna de olhar a vida com bons olhos. Não digo tratar-se de uma tendência inata, pode ser que algumas características genéticas facilitem, ou o modelo que tivemos dentro da família, mas nada parece ser mais determinante do que uma dose imensa de fé e boa vontade. Quando falo em fé não estou me referindo a nenhum sistema de crenças em particular, tão pouco a vinculo ao conceito de uma divindade. Nesse aspecto fé tem um significado de observar o milagre da vida que ocorre initerruptamente, de constatar que nosso corpo físico tem um funcionamento preciso assim como todo o Univers…

Beleza em forma de vestido

Acho que vou ter que fazer uma nova tag para esse tipo de post: #mundo-da-fantasia  ;D
É que às vezes nos deparamos com peças tão, mas TÃO lindas, que mesmo sendo impraticáveis é impossível deixar de mostrar para que todo mundo possa apreciá-las. Caso de hoje: um vestido de noite Oscar de la Renta, feito em camadas de tulle, organza e renda. Amor à primeira vista! Uma obra de arte!
Aproveite para olhar bem enquanto eu não te conto o preço desse vestido porque, após isso, as chances de repúdio por indignação são grandes. Ok, sentada? Que tal comprar um vestido que será usado uma, talvez duas vezes na vida, por... US$11.990? Ou, em nosso dinheiro, cerca de meia centena de milhar de Reais? Insano, não é? 
Mas apreciar é de graça e pode ser que daqui lhe venha uma ideia para algo homemade, ou em uma boa costureira, com inspiração Oscar de la Renta, que tal? Então, com esse pensamento positivo e uma imagem do detalhe de flor, encerramos nosso caso. Para copiar. :)

A Lenda Cherokee

Há uma linda lenda dos índios Cherokee que nos propõe uma reflexão importante:

Um velho cherokee dava lições de vida aos seus netos. Disse-lhes:
“Está se travando uma luta dentro de mim. Luta terrível, entre dois lobos.
Um é o medo, a cólera, a inveja, a tristeza, o remorso, a arrogância a  auto-piedade, a culpa, o ressentimento, a inferioridade e a mentira.
O Outro é a paz, a esperança, o amor, a alegria, a delicadeza, a benevolência, a amizade, a empatia, a generosidade, a verdade, a compaixão e a fé.
A mesma luta está se travando dentro de vocês e de todas as outras pessoas…”
As crianças puseram-se a refletir sobre o assunto e uma delas perguntou ao avô: ”Qual dos lobos vencerá?”
O ancião respondeu:
”Aquele que for alimentado…”
Vivemos um momento de transição que parece ultrapassar nossas questões pessoais e estender-se muito além delas. O mundo que pensávamos conhecer já não existe mais, a mudança é a regra e diariamente nos deparamos com situações inusitadas. Diante da velocidade com que …

Pijamas na rua: vai encarar?

Os sites de moda dizem que "os pijamas de seda - lisos ou estampados - podem substituir os terninhos em diversas ocasiões. Ecléticos, servem tanto para compromissos durante o dia quanto à noite". Você acredita? São confortáveis? Seguramente. Seda e modelagem larguinha, poderia ser melhor?
A moda está flertando com os pijamas desde 2009, quando eles apareceram num desfile Dolce&Gabbana. E mesmo que mais recentemente outras marcas estejam apostando nisso, não se vê muita adesão à ideia - tirando artistas e editoras de moda.
Eu gosto de uma boa novidade. Realmente gosto. Acho que toda fashionista é assim, rsrs... Porém, às vezes paro e me pergunto se as pessoas que não necessariamente acompanham os rumos da moda vão entender o que estou usando... Afinal, pensa no seu marido a encontrando no elevador de pijamas? Ou seu chefe a vendo chegar à uma reunião...  :D
No entanto, se você for topar essa parada, prepare-se para encaram uma produção caprichada, para que acreditem q…

Páscoa

Este domingo é dia de Páscoa para os católicos. A Palavra Páscoa, Pessach em hebraico, significa passagem. Para o povo judeu representa a travessia liderada por Moisés, que conduziu o povo da escravidão do Egito para a liberdade da Terra Prometida. Já para os católicos representa a passagem de Jesus pelo processo de morte e ressureição. O ovo de chocolate é um símbolo pascal que representa o início de uma nova vida.  Independente das datas da Páscoa judaica e católica coincidirem ou não, ambas acontecem próximas ao início do ano novo astrológico, que neste ano aconteceu na madrugada de domingo passado, dia 20, com o ingresso do Sol no signo de Áries, celebrando o equinócio de outono no hemisfério Sul e o equinócio da primavera no hemisfério Norte. Como podemos ver, este momento do ano está repleto de simbolismos que representam a passagem de um estado a outro, de uma estação à outra, o renascimento, a transformação. E de transformações estamos todos necessitados. Cada vez que permitim…

Multitarefa II

Notícia de Portugal, através de seu jornal online Boas Notícias: mulheres precisam de mais tempo de sono que homens. A informação vem de Jim Horne, o principal especialista do sono do Reino Unido. "Uma das principais funções do sono é permitir que o cérebro recupere e se regenere", explica o diretor do Centro do Sono da Universidade de Loughborough University. Como mulheres são costumeiramente multitarefas, fazendo várias coisas ao mesmo tempo, isso as obriga  a sobrecarregar mais o cérebro do que os homens, tornando o tempo para sua recuperação, à noite, maior. Conforme Jim Horne, estatisticamente "mulheres precisam em média de mais 20 minutos de sono do que os homens". No entanto, dado que a quantidade de sono que cada pessoa precisa para descansar varia muito, um padrão de "normalidade" é algo difícil de se determinar. Um adulto pode se satisfazer com seis horas de sono, enquanto outro necessita até dez horas para se sentir recuperado. E ambos esses…

Luz

Segundo um jornal inglês, a política brasileira atual está mais interessante que a série "House of Cards". Pode ser até verdade, mas estamos pagando um alto preço energético.
[House of Cards é uma série da BBC norte-americana, resumida assim pela Wikipedia: "uma história onde são ultrapassados os limites para satisfazer o desejo de um homem que ambiciona governar o mundo"]
Na minha família, nas últimas semanas, tivemos problemas de saúde variados, mau humor e redução no limiar de paciência. Mas, pelos comentários e pelas evidências, há mais gente se sentindo desconfortável e tensa. Casualidade? Não acredito. Simplesmente não consigo achar que tudo acontece aleatoriamente. Estamos vivendo um momento político e econômico tão incerto e conturbado que somos energeticamente afetados por ele. A insatisfação, a incerteza, a tensão se propagam e acredito que se manifestam na vida de cada um. Vivemos aparentemente vidas isoladas, mundos à parte, mas isso é uma ilusão. No pla…

Um sneakers milionário

Todas nós sabemos que agora é moda usar tênis com qualquer tipo de roupa: saias, vestidos, alfaiataria, etc. E apesar da tendência ter sido bem camarada nesse quesito, ao eleger como sua estrela principal o sneaker branco, às vezes aparecem alguns que nos tiram da mesmice e que valem a pena observar. Como este Valentino:
O que? Não achou muito impressionante?
Então dê uma olhada mais de perto:

E agora em detalhes:

Gente, o tênis é feito com bordados em linha e com carreiras de miçangas!  :D


Acho interessante trazer aqui no Blog algumas coisas fora do comum. Nos dá oportunidade de ver o quanto a Moda cria peças inusitadas, reinventa conceitos e nos deslumbra com a habilidade e qualidade da confecção.
O chato é que algo assim só será visto em lojas dos EUA e, mesmo assim, poucas se habilitarão a colocá-lo na vitrine: essa belezinha custa a bagatela de US$3.075, fora impostos. Algo em torno de R$12 mil...
Para quem se habilitar à compra, um plus: sua caixa é igualmente linda! Para saber …

Multitarefa

Olha que palavra chiquérrima: “Multitarefa”. Quase um símbolo de status. 
"Mulheres são multitarefas.” Traduzindo: mulheres estão sobrecarregadas. Ficam correndo contra o relógio para dar conta de trabalho, casa, filhos e vida social, afinal um café com amigas é absolutamente fundamental para a cabeça! Esse amontoado de coisas não é assim uma vantagem e tanto. Não será melhor ter menos tarefas e mais tempo pessoal?

Por isso, sempre fico enervada quando vejo aquele perfil de mulher ideal, que toma café da manhã com filhos e marido (sempre sorrindo, é claro), que é uma executiva de tailleur impecável durante o dia e uma amante sensual de noite. Aí eu pergunto: por que passar uma ideia tão falsa para iludir e frustrar as mulheres?
A mulher ideal da televisão ou da revista feminina parece nunca limpar a sujeira do cachorro ou gritar com as crianças. Mas, vamos falar a verdade: quem é que passa todo o seu tempo em um equilíbrio sorridente e imperturbável, vestindo uma roupa que não amassa…

Somos únicos

Outro dia compartilhei no Facebook uma frase que me encantou: “Gostar de si mesmo em uma sociedade que lucra com a sua insegurança é um ato de rebeldia.” Não sei quem é o autor dessa frase, mas faz tanto sentido para mim que a peguei emprestada. Vamos refletir e nos perguntar: Por onde anda nossa liberdade de escolha?  Vivemos em uma sociedade que parece não se cansar de nos dizer, o tempo todo, como pensar e sentir sobre nós mesmos e o mundo à nossa volta. E essa ordem é tão imperativa que prontamente atendemos. Nosso referencial é externo, os padrões que compulsivamente repetimos não nasceram de nossas escolhas e a maioria deles sequer passa pelo crivo da nossa capacidade crítica, simplesmente continuamos a bater nas mesmas teclas. Nos deixamos levar pelo sono hipnótico do mundo, perambulamos por nossas vidas, mal nos damos conta que cada encruzilhada nos oferece uma nova possibilidade de escolha, um convite a nos aventurarmos por trilhas ainda não percorridas e a nos encantarmos com pa…

Filme: Hope Springs

Hope Springs[Um divã para dois, na tradução para o Brasil] é a história de um casal com 31 anos de convivência, filhos já morando fora de casa e rotinas sem interface. Os dias passam iguais, a comunicação é mínima e sobre fatos, nunca sentimentos. Até que a esposa toma uma atitude radical para quebrar a situação: compra um pacote de viagem de uma semana para o Maine num programa de terapia intensiva de casal.  O marido, que inicialmente surta com a ideia, acaba indo à contra gosto, reclamando de tudo o tempo todo, criando longos monólogos meio gritados nos quais "prova" o quanto tudo está errado, que é uma perda de tempo e dinheiro, que por elejamais teriam caído nessa embromação.  :D
O enredo enfoca, enfim, o quanto nos apegamos perigosamente às rotinas e como negligenciamos as pessoas que estão conosco há mais tempo. Afinal, são as que achamos que já nos conhecem tão bem que não precisam mais receber atenção, conversa, agrados, atitudes que demonstram amor. No final das co…

Nunca suficientemente magra

O livro "Jamais assez maigre" [Nunca suficientemente magra], escrito pela ex-top model Victoire Maçon Dauxerre - que já foi uma das vinte modelos mais requisitadas do meio fashion - denuncia os abusos aos quais as mulheres são submetidas para se enquadrarem em um padrão de beleza irreal e que ameça a saúde. 
Selecionada pela Agência Elite, a francesa troca Paris por New York para se lançar no mundo da moda, onde o sucesso parecia estar ao seu alcance. Afinal, ela era jovem, bela e magra. Mas, logo descobriu, não era magra o bastante. Para desfilar na Semana de Moda ela deveria passar do tamanho 36 para o 32. Em dois meses.
"Ninguém me disse que tinha de perder peso. Disseram-me que em setembro iria à Fashion Week, que as roupas eram 32-34 e que tinha de caber nelas", confessa.Para realizar essa façanha, ela substitui três refeições diárias por... três maçãs acompanhadas de água com gás, e apenas um pedaço de frango ou peixe por semana. Resultado: ela se torna um ser …

Luto