Detox


"Tudo o que é bom faz mal ou engorda."
Quem é que não ouviu (ou disse) essa frase enquanto comia um pedaço suculento de pizza ou um doce?

A verdade é que detestamos nos privar dos sabores agradáveis, das guloseimas. É fato. Eu fazia parte do time. No entanto, 21 dias de detox propostos por Dr. Miles Reid, do "Being Energy", mudaram minha visão das coisas.

A experiência foi bem radical: sem carnes (apenas peixe, se fosse o caso), sem leite ou derivados, sem trigo ou glúten, sem cafeína e sem açúcar. Deveríamos consumir frutas, verduras, legumes e grãos, priorizando alimentos integrais e orgânicos.

Os primeiros dias foram, obviamente, os mais difíceis. Mas depois, a sensação de alívio foi surpreendente. Eu quase podia ouvir meu corpo me agradecendo por lhe dar um descanso. Ufa!

Emagrecer foi um resultado bem vindo. Entretanto, a verdadeira surpresa veio da leveza mental: as preocupações repetitivas que ocupavam meus pensamentos simplesmente desapareceram. Ser feliz ficou muito mais fácil!

Será que o prazer momentâneo de um prato saboroso, mas pouco saudável, compensa a perda de energia subsequente?

Não existe resposta teórica à essa pergunta. É preciso viver a experiência e sentir o prazer de se nutrir de forma equilibrada.

Arrisque! Você pode descobrir que boa alimentação e bem viver estão intimamente ligados! Fica aqui o convite.
______________________________________________________________________________________
  

Texto de Marise Ribeiro: professora e tradutora de Francês, instrutora de Being Energy

Comentários