Dieta

Fazer dieta é igual a se privar, certo?
Errado. Uma boa dieta implica em escolha consciente.

É claro que não há nenhuma alegria em olhar cada alimento como uma ameaça ao peso ideal. Adorar doces e não poder comê-los, ou fazê-lo com culpa, é uma experiência frustrante. A noção de "eu quero, mas não posso" é sempre desagradável. 
Mas, e se, ao invés de contar calorias, pensar nos quilos a mais ou a menos, nós contássemos energia? Que tal experimentar comer a salada e observar como o seu corpo se sente, quanta disposição você tem? E qual é a sensação após uma feijoada completa no almoço de quarta-feira? Qual das duas refeições dá maior vitalidade?
Essa auto-observação é um caminho para um viver consciente e prazeroso. Eu não escolho os alimentos apenas porque são "gostosos", mas porque me proporcionam a possibilidade de viver melhor.
Então, fica a pergunta: haverá escolha pior que se privar... de saúde?
______________________________________________________________________________________
  

Texto de Marise Ribeiro: professora e tradutora de Francês, instrutora de Being Energy
 

Comentários