Não entendo mais nada...

A internet traz todo tipo de assunto e teoria à nossa mesa. De uma forma geral, passei a ser mais compassiva e moderada em minhas opiniões ao ver quantas ideias diferentes são expostas sobre uma mesma questão. Mas ultimamente ando duvidando do meu bom senso... Está difícil opinar, está difícil ter um ponto de vista que seja corroborado por muitas pessoas. Será que perdi o trem?


Por exemplo: no site Petiscos há uma discussão sobre uma propaganda banida pelo Advertising Standards Authority britânico.
"No ano passado mais uma propaganda ofendeu as mulheres que pegam o metrô em Londres. Dentro dos vagões, ao lado da imagem de uma mulher com corpo escultural e bronzeada uma pergunta: “O seu corpo está pronto para o verão?”. Tratava-se do anúncio de cápsulas de proteínas emagrecedoras, claro, o tipo de milagre que a gente já conhece e sabe que não funciona.
Na época, a ASA (Advertising Standards Authority) recebeu mais de 360 reclamações pelo anúncio, e o site Change.org coletou mais de 70 mil assinaturas pedindo que a propaganda fosse retirada. Pessoas chegaram a colar um papel por cima do anúncio com frases como “seu corpo é ótimo do jeito que é”, deixando claro que muitas se sentiram agredidas
 pela mensagem de que aquele seria o corpo ideal para o verão."

Li o que está acima e concordei com a ASA. Primeiro porque cápsulas emagrecedoras são uma enganação e, segundo, porque numa época de empoderamento e aceitação da diversidade, não tem cabimento criar body shame enaltecendo somente um tipo de corpo como ideal.

No entanto... no diálogo impresso que se seguiu à notícia houve a seguinte defesa da propaganda:
"Não existe imagem que diminui a mulher se ela tem agência sobre sua vida e participa da campanha que quiser. Fico maluca com essas coisas. Quem é que inventou que o corpo feminino é humilhante pra própria mulher? Mesmo que usado pra vender o que seja? Por que o corpo feminino exposto  é humilhante?
Não acho saudável proibir qualquer imagem do corpo feminino. Isso é de um machismo enorme. É achar que as mulheres não tem capacidade emocional de lidar com formas que não são as suas. E vai um monte de tonta atrás dessa conversa, só repetindo raciocínio machista."
Uau... O que pensar? Agora é machismo achar que a veiculação de uma imagem idealizada não é legal?
Ainda estou em choque.


Outro exemplo: no blog Gosto Disso há um post falando sobre beleza versus idade. A ideia de fundo é bem legal, diz que há pessoas que envelhecem super bem e que às vezes ficam mais interessantes e bonitas do que quando jovens. Mas para falar isso ela inclui uma série de ásperos julgamentos de valor:
"Para algumas pessoas, a mãe natureza é mãe mesmo, mas o pai tempo é padrasto, como é o caso da Brigitte Bardot, que foi linda na juventude e agora está um bagaço. Desculpe falar, mas ela está péssima. Não bastasse a aparência física nada boa, tirando o fato de que ela é voltada para o direito dos animais (que é uma coisa boa), ela não é uma pessoa bacana. Ela é de extrema direita, quase uma nazi, reclama da vida, dos homens que passaram por sua vida e de tudo que a rodeia. Enfim, cara e caráter andam se correspondendo."
Fiquei super mal impressionada, desde quando somos o fiel da balança para julgar dessa forma radical uma outra pessoa que nem conhecemos? Abri os comentários para ver se alguém havia sentido a mesma indignação que eu e, pasme! Só elogios, uma delas chegou ao ponto de dizer "Que post maravilhoso!".

Ou seja, é como eu coloquei no título: não entendo mais nada...

Comentários