Que frio, hein?!

São Paulo hoje está com temperatura de 8°C. Excelente momento para um chocolate ultra quente, uma comidinha que acabou de sair fervente do fogo, um cobertor de alpaca.
Mas desde que a temperatura despencou dos 35°C [o que ocorreu há cerca de um mês] o que se ouve por aqui é:
"Aaaaaiiiiii, que friiiiooooooo! Quem aguenta esse tempo? Minhas mãos estão geladas, bla, bla, bla..."

O interessante é que ouvimos isso exatamente das mesmas pessoas que se queixavam: "O calor está demais, não se consegue fazer nada nessa temperatura, eu estou aqui morrendo... bla, bla, bla."

Ou seja, há uma cultura da reclamação e do inconformismo com coisas cuja solução está fora do nosso alcance. Um hábito chato e que me dá #preguiça. Mas mostra bem como as pessoas não se preocupam com o que falam, com a energia que colocam para fora.

Ficar sem reclamar é super difícil. Você já tentou? Tipo passar um dia sem uma reclamaçãozinha, umazinha só? Quando você menos espera, fala um "que chato" ou "que droga", e estraga a contagem.  :)

Mas creio que se a gente se policiar sempre, consegue ao menos não entrar no comportamento reclamão obsessivo, que não dá folga nem para algo tão externo quanto o tempo.

Sim, claro que eu preferiria estar em Nova Iorque com seus 21°C - hoje e sempre, a qualquer dia - mas, já que estamos aqui, vamos curtir os poucos dias de clima intenso que nos são reservados. Com bom espírito e sem reclamar!

Portanto, vamos é driblar o friozinho com uma bebida quentinha. Servida?

Comentários