Em tempos escuros, vamos acender a luz

Atentados em diversas partes do mundo. Dia após dia, somos bombardeados por notícias que só fazem aumentar a apreensão e a insegurança. A imprevisibilidade da ação terrorista é considerada como sua maior arma. O medo é seu combustível. Uma ameaça difusa se espalha por todos os lugares, por todos os momentos, gritando surdamente, como nos pesadelos, que ninguém está seguro. De repente, somos todos vítimas potenciais.
E o terror se alimenta disso: do horror de suas ações, do horror que provoca nas pessoas, do horror que começa a habitar dentro de cada um. A comunicação quase instantânea da Internet faz propagar esse alimento pelo planeta em segundos. E o medo se instala. A crença de que algo terrível pode acontecer em qualquer lugar. A fragilidade humana parece mais pungente. O que fazer? A inteligência internacional se empenha para antecipar e evitar cada atentado. E o cidadão comum se limita a aguardar as notícias, impotente. Mas será que nada podemos fazer?

Não acredito nisso. Ainda nos resta uma ação fundamental: escolher onde colocar nossa energia, no medo ou no amor, pois um é o oposto do outro.  A quem servir, à vida ou à morte? E se invés de nos curvarmos sob a sensação de inevitabilidade da ação terrorista, de cedermos ao impulso de temer, podemos escolher contribuir para o reestabelecimento da paz no mundo.

Como? Justamente assim: vibrando essa paz! Como ignorar a força de milhares de pessoas emanando luz e amor? E se formos milhões? Individualmente, cada um em seu próprio momento, podemos nos unir através de uma corrente amorosa, luminosa.
A cada dia, de manhã e/ou antes de dormir, vamos fechar os olhos e emanar luz para este belo planeta azul. Agradeça sua acolhida, honre seus elementos, seus habitantes, deixando vir à mente suas magníficas paisagens, sua natureza exuberante. Deixe-se respirar essa beleza e acalme sua mente. Então, comece a visualizar uma luz que surge dentro de seu próprio coração e vai se expandindo, abarcando sua casa, sua rua, sua cidade, mais e mais lugares, até que você consiga visualizar nosso planeta imerso em luz, em paz. Esse é o estado natural da Terra e é também o nosso. Sinta que está contribuindo para restabelecê-lo e agradeça essa experiência.

Se você quer saber mais a respeito do poder de ajudar através de vibrações, convido-o a conhecer a página de James Twyman. Vale também ler este texto para descobrir os efeitos que a meditação coletiva tem sobre a violência.

Que este convite toque seu coração. Nada é mais forte do que o amor.
______________________________________________________________________________________
  

Texto de Marise Ribeiro: professora e tradutora de Francês, instrutora de Being Energy

Comentários