Você sabe seu prazo de validade?

Li no Madame Figaro o resultado de uma pesquisa realizada junto aos britânicos estabelecendo idades limites para moda e comportamento. Veja alguns resultados:
  • Tirar selfies: 34 anos
  • Fazer tatuagem: 38 anos
  • Usar piercing no umbigo: 38 anos
  • Ficar alcoolizada em público: 38 anos
  • Usar mini saia: 39 anos
  • Tirar férias com as amigas: 40 anos
  • Assistir reality-shows: 41 anos
  • Usar leggings: 43 anos
  • Dançar em uma boite: 44 anos
  • Usar biquini: 46 anos
  • Usar o Twitter: 47 anos
  • Ter um perfil no Facebook: 49 anos
  • Sair depois da meia-noite: 52 anos
É claro que não dá para levar realmente a sério esse tipo de sondagem. Feita pelo Retire Savvy, site dedicado ao bem estar dos aposentados, me parece totalmente desanimador, além de surreal!
Nossa data de nascimento, nossa idade cronológica, tornou-se uma barreira? Temos prazo de validade? Até que idade podemos sonhar, amar, rir e nos aventurarmos? A ideia do aceitável, do adequado pode ser uma caixinha pequena demais para conter almas e ânimos! Felizmente.

Estar vivo não tem a ver com a idade, mas com a energia de que dispomos para experimentar, com a forma como encaramos nossa existência. E quem pode determinar quanto e como devemos viver?

O que dizer sobre Arthur Rubinstein, que fez sua última apresentação aos 89 anos na mesma sala londrina onde havia começado sua carreira de pianista 70 anos antes?
E do premiado arquiteto brasileiro Oscar Niemeyer? Ele continuou a trabalhar até dias antes de sua morte, aos 104 anos. Com 100 anos, lúcido e ativo, começou um projeto na Espanha, um centro cultural com seu nome.
E como não falar de Tomie Ohtake? Com 39 anos, idade em que deveria parar de usar mini saia, ela inicia-se na pintura. O sucesso de sua carreira foi impressionante.
E nossa querida Cora Coralina, uma das mais importantes escritoras brasileiras, teve seu primeiro livro publicado em junho de 1965, quando já tinha quase 76 anos de idade.
Queridos britânicos, joguem a carteira de identidade no lixo! A idade não significa nada para quem tem um sonho!
______________________________________________________________________________________
  

Texto de Marise Ribeiro: professora e tradutora de Francês, instrutora de Being Energy

Comentários