O guarda-roupa de Elizabeth II

Se a elegância da Princesa Diana era uma unanimidade, os trajes de Sua Majestade, a rainha da Inglaterra, já deram muito o que falar, haja visto sua predileção pelas cores azul, rosa e amarelo, seus chapéus com plumas e outros acessórios improváveis. Algumas das características de sua moda podem muito bem ser explicadas pelo “dress code” real, que obedece a regras estritas.

Por exemplo: a Rainha deve ser identificada à distância e por isso, o color block. Nenhuma transparência é permitida. A roupa deve garantir todo o conforto possível. A seu pedido, nenhum de seus sapatos têm saltos com altura superior a 7 cm. As barras de seus vestidos têm pequenos chumbinhos em toda a volta de forma a evitar que se levantem em caso de vento forte, e seus chapéus são fixados fortemente para não voarem jamais. Enfim, quem não ficaria curioso para ver de perto algumas dessas roupas icônicas? 

Pois bem, isso é possível agora. Para comemorar seus 90 anos de vida, três exposições foram instaladas em três de seus palácios: Holyrood (Edimburgo), Buckingham (Londres) e no Castelo de Windsor (Berkshire). Um passeio interessante, que além de mostrar a evolução da moda ao longo dos mais de 60 anos de reinado de Elizabeth II, é também um testemunho de quase um século de história.

Veja alguns exemplos: abaixo o magnífico vestido usado em sua coroação
O vestido de noiva:
 
Vestido de baile, o mais lindo da coleção na minha opinião  *-*
Alguns dos icônicos chapéus:
A Rainha trajando um modelo vermelho que está na exposição:
  Aqui um traje bem contemporâneo, bem ao gosto atual da monarca:

Se tiver oportunidade de ir ver, não perca!

Até 2 de outubro no Buckingham Palace e de 17 de setembro à 31 de dezembro no Castelo de Windsor.

Comentários