Meia-idade

Sexta-feira estava no cabeleireiro tendo as raízes pintadas quando me dei conta, ao ver aquela infinidade de imagens refletidas em espelhos, que estou irremediavelmente velha.
Foi um susto...
Passei a vida toda aparentando 10 anos a menos do que realmente tinha. Minha mãe diz semanalmente para eu e minha irmã aproveitarmos a vida "enquanto ainda são jovens". Tudo isso me dava a impressão que a idade era somente um número, não havia feito muita mudança real. Ledo engano.

Reconheci em mim o corpo da minha avó, braços cheios, volume todo concentrado no tronco. Nem um pingo mais do rock-and-roll que eu sempre achei que era meu estilo. Uma mulher de meia-idade. 

Como vou viver daqui para a frente, com essa imagem totalmente diferente de quem eu fui durante toda a minha vida até aqui?

Estou aqui tentando reinterpretar roupas, acessórios, bolsas. Tudo parece ter sido comprado para aquela pessoa mais jovem, ainda em forma, ainda com algum traço de jovialidade. Quando foi que ela se tornou essa criatura pesada e sem viço?

Acaba de nascer uma outra eu. Espero que seja tão feliz quanto a outra que habitava minha vida antes de eu me tornar uma densa cinquentona...

Não estou aborrecida, não é isso. Estou espantada. Como não vi isso chegando? Como pude passar tanto tempo sem realmente me enxergar? Olhando mas não vendo?
Agora, 'bora adaptar à "nova" realidade. 
#estranho

Comentários