As compras por impulso...

Leio sobre minimalismo quase todo dia: sigo vários blogs do assunto no Bloglovin' e acabo sempre inteirada dos novos textos. E apesar de concordar 100% com eles, ainda caio feito um patinho na armadilha do consumo...

Quando finalmente consegui desfazer minhas malas das férias encontrei várias compras que não deveriam ter sido feitas. Prá que mais uma mini bolsa de festa, se nem a festas eu vou? Como explicar a profusão de bottons e chaveiros da Grifinória? Cinco adesivos Doctor Who, precisava tantos?
O truque do minimalismo é destralhar antes de tudo. Porém, a parte mais difícil não é tão discutida: como você se mantém SEM COMPRAR as mesmas coisas - ou outras - para encher o lugar do que saiu? Porque de nada adianta fazer uma mega limpeza e diminuir seus pertences se na próxima semana vai começar a comprar tudo de novo.

Estou bem contrariada com tudo isso, me sentindo acumuladora e um tanto sem noção. Mas não adianta chorar sobre o que já aconteceu. O jeito é tomar consciência e não repetir esse comportamento.

Alguém aí tem um conselho bom para quem quer se afastar das compras por impulso? 😕

Comentários