Shoestock reabre amanhã, dia 08

A Shoestock era tradicional aqui em SP: sapatos separados por numeração para autoserviço, em corredores de prateleiras que traziam preços convidativos. No entanto, as quatro lojas fecharam em 2015 devido à diminuição de faturamento, de R$100 milhões em 2011, para R$60 milhões.
 
A marca, e suas lojas, foram arrematadas pelo Grupo Netshoes que detém o e-commerce Zattini. Diferentemente de sua forma de trabalho original, a Zattini vai manter algumas lojas físicas da Shoestock, inclusive a icônica da Av. Bem-Te-Vi, 221 - Moema, que abrirá amanhã.
O Grupo está prometendo um retorno com todos os produtos digitalizados para compra online, com possibilidade de retirada na loja física, espaços reformados e novidades nas formas de pagamentos. A Zattini tem preços realmente bons, o que se espera que seja levado à Shoestock. 

O grande problema com sapatos é que gostamos demais deles, quase toda mulher é uma centopeia em potencial... E sapato bom é sapato de qualidade! Não adianta ser bonitinho na foto se transparece nos pés a falta de material de primeira. 

Para as "shoeslovers" de plantão fica o alerta: olho vivo para conferir a qualidade antes de levar para o Caixa! 👠👟👞

Comentários