Manual prático de bons modos em shoppings*

Acabei de ler uma notícia onde vendedores de lojas reclamam do trabalho em shoppings na época de Natal. E sabe qual a maior reclamação? Enganou-se quem apostou nas longas horas em pé, de plantão. O que eles mais se queixam é do comportamento dos clientes, olha que coisa horrível.
"[...] é difícil lidar com a maioria dos clientes. "Há pessoas maravilhosas, mas muitos gostam de tratar mal, parece que faz bem para o ego. Chutaria que entre 60% e 70% têm esse comportamento."
Às vezes a gente também está cansada, com mais mil presentes para comprar e a paciência no limite. Mas o vendedor não tem culpa. Exceptuando quando o atendimento em si é muito ruim (recomendo sair da loja), temos que maneirar nosso mau humor quando falarmos com os atendentes.  #anotado

Outra coisa considerada negativa, nessa mesma notícia, é a entrada de clientes na loja "só para olhar". Os vendedores dizem que perdem a vez na fila do atendimento mesmo que a pessoa já avise que não está lá para comprar, e que isso atrapalha seus ganhos e comissões.

Entendo e lamento. Muitas vezes a gente precisa olhar tudo antes de se decidir. No artigo sugerem para os compradores se informarem primeiro vendo os produtos na internet - mas não é a mesma coisa, né?
Além disso, quando estamos querendo algo ainda não bem definido (acontece muito com presentes), somente vendo as peças expostas que chegamos a alguma conclusão.

Em todo caso, vou me policiar para não entrar em lojas onde estou na dúvida se vou mesmo comprar algo. O jeito é olhar vitrines. Que chato...



*O título deste post é uma homenagem a um livrinho excelente, engraçado, curtinho e ótima opção de presente:
[Manual Prático de Bons Modos em Livrarias], assim, entre colchetes mesmo. 
É obra da livreira Lilian Dorea e você o encontra na Amazon, na Estante Virtual, e no Buscapé.

Resenha aqui. 💚😂

Comentários