Pular para o conteúdo principal

Sobre comprar ou não mais roupas

No artigo The Profound Joy of Completion do blog Becoming Minimalist, o autor faz a seguinte pergunta:
Qual foi a vez em que você olhou seu guarda-roupa e pensou, "Yup, já basta. Eu acumulei o suficiente. Estou encerrando as buscas. Está completo."
 
Pensei muito sobre isso e encontrei vários motivos para a resposta nunca ser a acima. Olha só:

1. Desde pequenas nos acostumamos a trocas constantes do conteúdo do guarda-roupa simplesmente pelo fato de que íamos crescendo e as roupas, para nos servir, tinham de ser adquiridas em um tamanho maior. Logo, comprar roupas novas é entendido desde sempre como algo 'esperado e natural'.

2. Na vida adulta vários fatores tornam a troca de peças mandatória: como a entrada no mercado de trabalho que exija um dress code particular; quando engravidamos; enquanto vivemos o tempo dos filhos pequenos e o abaixa-levanta infinito; ao engordar ou emagrecer...

3. A pressão da Moda. Mesmo que você se descadastre de todas as newsletter de e-commerces e deixe de ir a shoppings, a moda ainda assim a alcançará. Ela está nas ruas, nas revistas, na TV, nos filmes. E a sensação de pertencimento é algo muito forte no ser humano - sem nem perceber se começa a querer algo que está à vista o tempo todo.

4.  O fator elogio, o intangível que citei neste post aqui.
 
Dito tudo isso, continuo completamente conflitada com a questão. Não seria perfeito ENTENDER que a gente já tem roupas demais e passar a gastar a energia e dinheiro, que normalmente empregamos na aquisição de mais peças, para fazer algo maior e mais importante?

E, no entanto... roupas, Moda, estamparia, texturas... tudo isso me atrai de forma fortíssima. Será que dá para abdicar de tudo isso, dessas pequenas indulgências, se valendo de um pensamento lógico?

O que você acha?? Adoraria ouvir sua opinião...

Postagens mais visitadas

Desafio das 12 peças

Uma blogueira que gosto muito, Donna do I Don't Wear Sludge Brown, propôs um exercício muito legal, traduzido abaixo:

"Imagine que você perdeu todas suas roupas e tem que começar seu armário novamente. Terrível pensamento, eu sei.
Para efeito deste exercício, você ganhará um pacote inicial de 12 itens. Lingerie e meias são gratuitas.
Então, o que você vai escolher?
Vai comprar novas versões do que você já tinha? Ou você vai aproveitar a chance para se reinventar? Eu penso que a resposta a essas perguntas dizem muito sobre você. 


Se você disser sim para a primeira questão, certamente se sente confiante em seu estilo atual e gosta do que tem em seu armário.
Se for um não para a primeira pergunta, então... você ainda está buscando seu estilo? Você às vezes luta para conseguir colocar um outfit que lhe agrade? Você tem um guarda-roupas lotado, mas cada peça só combina com um ou dois outros itens? Você compra itens que não são práticos para seu estilo de vida? Aqui há chance de você ser…

Tênis branco

Se vocês acompanham qualquer site ou blog de Moda já devem estar cansadas de saber que o tênis branco virou um hit. Ele está sendo usado com tudo: calças, saias, vestidos curtos ou longos, alfaiatarias, shorts, jeans, etc. Nesta imagem do blog Futilish se vê bem a versatilidade:

Como esse tênis é para ser calçado com aquela meia quase sem cano, baixíssima, ou sem meia alguma, acho que alguns modelos simplesmente não rolam. O All Star, por exemplo. Eu o acho lindo, mas ele acaba com os calcanhares!
Por isso achei interessante mostrar esta opção aqui:
Tênis Corello por R$220.
Lindinho e parece ser bem macio pois tem calcanhar e entorno do pé acolchoado. Além de ser um modelo bem feminino e totalmente street (ou seja, nada a ver com tênis específico para academia), o que é obrigatório para se fazer bonito nessa moda.
E aí, gostou? Já tem o seu?

O quanto gastar em roupas

De acordo com o planejador financeiro Pete Dunn (link), você deve gastar em roupas somente 5% de seu orçamento mensal.
Por exemplo: se você ganha R$1.000/mês, só deveria gastar R$50 em roupas, mensalmente. Se ganhar R$5.000 = R$250 / e se seu orçamento mensal for de R$10.000 pode gastar R$500.
Entendo o argumento conservativo, a ideia é gastar de forma equilibrada e lógica para se precaver contra dívidas e ainda fazer uma poupança.

No entanto, isso é difícil de seguir, principalmente para as mulheres.
Tendo marido e dois filhos em casa percebo que as compras de vestuário deles são motivadas prioritariamente por necessidade. É raríssimo ocorrer de verem algo em vitrine e quererem por querer. Além disso, podem usar praticamente as mesmas roupas todos os dias que ninguém repara: vemos que estão com uma camisa e uma calça social, nada mais.

Mulheres têm a chance de usar peças diferentes todos os dias. Mas isso vem com um senão: nossa própria cobrança de termos um guarda-roupa bem sortido …

Dicas de presente para terceira idade - I

I- Para uma senhora idosa ativa

Pessoas mais idosas são difíceis de presentear pois os itens escolhidos têm que ser muito bem pensados para que não se tornem mais um estorvo dentro da casa ou do armário.
Vale aqui a mesma coisa que pensamos quando estamos procurando algo para alguém mais jovem: qual a rotina da pessoa? qual seu hobby? do que ela gosta mais?

Para as pessoas da terceira idade que mantém rotina agitada as opções são maiores. Sei disso porque meus pais têm quase 90 anos e são super ativos, viajam, lêem, assistem filmes. Sempre mais fácil presentear nesses casos. Com quem você tem intimidade estão liberados os itens de MODA como roupas, bolsas e sapatos. Aqui seguem ideias para presentear uma idosa ativa, porém não tão íntima para escolhermos os itens acima.


Colares
Adoro senhorinhas com muitos colares ou com peças bem coloridas. É uma época da vida em que você não tem que seguir moda, você FAZ sua moda.   Este acima seria perfeito para minha mãe, que gosta de cristais e br…

Você gosta de brilhar?

Durante muuuuitos anos eu tentava me camuflar entre as pessoas, não aparecer, não chamar atenção. Pois olhe só, com a maturidade veio também segurança e amor próprio. E assumi sem medo o lado fashionista que adora brilhos, gosta de bolsas sofisticadas e tem um armário com sapatos das mais diversas cores.


Minhas roupas atuais têm sempre um detalhe diferente: seja modelagem, seja caimento ou aplicações.

E isso me levou a estas três peças que vou mostrar abaixo:

Esta saia é do site JuMarquesi. Achei as roupas bastante diferentes dos itens que já estamos cansadas de ver em todas as lojas. Detalhe: A própria Ju, dona da loja, conversou comigo por WhatsApp com uma simpatia admirável.
Outra coisa sensacional: Tive que devolver uma peça e ela fez o reembolso com uma rapidez incrível.
Recomendo a visita ao site.
Comprei esta saia evasé que vai do bege a quase preto. É de tricot e ficou bem legal com malha preta, como está na foto, e também combinei com camiseta bege semi transparente, com ris…